Instantes Perdidos

Instantes que se perdem na vida rodopiante e alucinada... Instantes escritos em poesia na busca da perfeição.

domingo, dezembro 05, 2004

Tempos...

Tristeza

Às vezes rio de mim próprio,
quando à distância,
me recordo de determinadas cenas
pelas quais passei.
Por vezes choro de mim próprio,
quando percebo que não faço o certo,
Mas serão fases que passarei.

Ainda não sei,
se tu e a tua beleza
é ou não o correcto,
ou apenas tristeza por continuar contigo.
Mas o tempo se encarrega de mudar tudo.
A vida é feita de altos e baixos,
Aposto que depois desta fase mudo.
e sei que vais concordar comigo.

Assin: Artur Rebelo

1 Missivas:

  • Blogger Mafas Kewas, escreveu…

    começo por dizer, belissima imagem que acompanha tuas palavras neste poema... o rir e o chorar sem razão alguma com uma razão intrínseca que desconhecemos...

     

Enviar um comentário

<< Voltar