Instantes Perdidos

Instantes que se perdem na vida rodopiante e alucinada... Instantes escritos em poesia na busca da perfeição.

terça-feira, janeiro 11, 2005

O sonho fica.

Sonho


Esperança nasce no corpo e no peito,
Inventei andarilhos de sonho, amores,
Pingando no chão sangue tal enfeito
Pinto de vermelho o meu ser em dores,
Capaz de escalar o meu peito desfeito,
Filha duns lábios meus, carne rasgada
Minhas mãos desenham um puro leito
Lapidando os olhos da natureza errada
Simulei o choro, vendi a alma sem jeito,
Mau negócio cósmico, fiquei sem nada,
Hoje amo uma qualquer, mau andarilho,
Na natureza pura tal nua de perfeição,
Restaram cheiros, ficaram como filhos
Meninos de olhos brilhantes de Paixão
Ficaram sonhos dentro de mim então.
Não sairão, ficarão para sempre...
...és o meu coração.
O sonho fica pois a alma não mente.

Assin: Artur Rebelo
Foto retirada no blog: http://floreca.blogs.sapo.pt/

2 Missivas:

  • Blogger litle lucy, escreveu…

    o sonho fica.. a vida essa nao existe mais
    um beijo rose**

     
  • Blogger floreca, escreveu…

    Acho que nunca te agradeci a referência ao meu blog...

    Gosto deste teu espaço :-)

     

Enviar um comentário

<< Voltar