Instantes Perdidos

Instantes que se perdem na vida rodopiante e alucinada... Instantes escritos em poesia na busca da perfeição.

segunda-feira, janeiro 03, 2005

Pergunto ao mar...

Pergunta ao mar

Porquê mar?
Porque queimas como a cal?
Porquê este Tsunami a desabar?
Porque queres juntar ao teu sal,
O sal das lágrimas desta gente?
O que esta gente fez de mal?
Porquê mar? Tua alma não sente?
Porque és tão fatal?
Porquê? Choro mar,
Porque às vezes és do mal,
Mas não consigo deixar
De te amar.

Assin: Artur Rebelo
(Dedicado às vitimas de dor do
Tsunami ocorrido em 2004-12-26).


Foto de um pai segurando a mão dum filho chorando,
foto tirada pela NBC News.

4 Missivas:

  • Blogger Lana, escreveu…

    Venho agradecer-te pelo coment k deixaste no meu blog :) obrigada...e sabes..acho k nunca deixamos de gostar dele..pk sabemos k ele n faz por mal..é como uma criança que faz asneiras sem noção..talvez..n sei..isto ja sou eu a divagar :) Fica bem

     
  • Blogger litle lucy, escreveu…

    Finalmente vou conseguir comentar
    Sabes.. Convidaram-me p ir em missão para onde houve estes maremotos
    eu não pude aceitar por motivos de doença
    mas só de olhar esta imagem:( crianças k perderam a vida injustamente..
    Pelos pecadores pagam os justos

    .. Ja tou a falar demais
    mas isto.. dá cab da alma de kk ser humano
    um beijo te deixo dowo te:)
    Rose*

     
  • Anonymous Anónimo, escreveu…

    mto sencivel e fundo.

     
  • Blogger Uma estrela errante, escreveu…

    Gosto muito do teu cantinho!
    Adorei a tua homenagem ás vitímas do Tsunami.
    Um beijo

     

Enviar um comentário

<< Voltar