Instantes Perdidos

Instantes que se perdem na vida rodopiante e alucinada... Instantes escritos em poesia na busca da perfeição.

terça-feira, dezembro 14, 2004

Derramar a semente...

Semente

Belisquei os sabores no chão dessa tua língua
Cintilantes os meus olhos, perante lábios carmim
Vesti o teu retrato, a implosão do meu ser por fim
Ansiosa a semente que em ti esperas que singra

Tua hora a dos lobos e da fecundação, a madrugada
Nas estrelas tais óvulos num céu negro do ventre
Acalmo o líquido seminal e olho o espaço ausente
Nossos abraços ecoam, tal como tacos numa calçada

Unindo os nossos corpos em explosão de semente
Gera o fruto no teu ventre, eu não te falho, sente
Derramado sémen, tão espalhado na tua imensidão

Após lascivo momento, uma pergunta de inquisição,
Escalando o suco por ti, te respondi desta feita
Amo-te acima de tudo, logo teu sorriso me enfeita...


Assin: António Moreno...

1 Missivas:

  • Blogger Shhh..., escreveu…

    Divino... Realmente sublime... Excelente... (Aplausos)

     

Enviar um comentário

<< Voltar