Instantes Perdidos

Instantes que se perdem na vida rodopiante e alucinada... Instantes escritos em poesia na busca da perfeição.

sábado, março 26, 2005

Comparar o Amor?


Comparei tua lingua com a minha,
A minha é maior,
Mas a tua...
A tua tem mais sabor...

Comparei tua Vagina com o meu,
O meu é maior,
Mas a tua...
A tua tem mais calor...


Comparei teu corpo com o meu,
O teu é maior,
Mas o meu...
O meu tem mais dor...

Neste jogo da comparação,
Há uma coisa que não se compara,
É o amor...
É o amor que mora no coração...



Artur Rebelo (2005-03-26)

6 Missivas:

  • Blogger Vera Cymbron, escreveu…

    O amor não tem nunca comparação possível! Os teus poemas deixam-me a suspirar sempre, mesmo que sejam menos frequentes, são sempre tão intensos!
    Jinhos

     
  • Anonymous Anónimo, escreveu…

    que lindo que és meu doce poeta
    lindo lindo lindoo

    rose*

     
  • Blogger Uma estrela errante, escreveu…

    Lindo!

    Um beijo meu

    Isa

     
  • Blogger Squeezy, escreveu…

    Adorei o poema..já a imagem :(

     
  • Blogger Cathy, escreveu…

    Adorei o poema, mas da imagem:/...nem por isso(desculpa a pequena critica..entende de forma construtiva,já que podes levar em conta para mudar ou não futuramente)...Mas o poema sem duvida está muito bonito e acredita...O Jogo das comparaçoes as vezes magoa tanto, e neste poema, as coisas menores e as maiores, não fizeram mais que..enaltecer um sentimento que se retrata...por tamanhos..formas..gestos...:P...Não digo mais...tu entenderás..
    ---m0rena---

     
  • Blogger Cathy, escreveu…

    Adorei o poema, mas da imagem:/...nem por isso(desculpa a pequena critica..entende de forma construtiva,já que podes levar em conta para mudar ou não futuramente)...Mas o poema sem duvida está muito bonito e acredita...O Jogo das comparaçoes as vezes magoa tanto, e neste poema, as coisas menores e as maiores, não fizeram mais que..enaltecer um sentimento que se retrata...por tamanhos..formas..gestos...:P...Não digo mais...tu entenderás..
    ---m0rena---

     

Enviar um comentário

<< Voltar