Instantes Perdidos

Instantes que se perdem na vida rodopiante e alucinada... Instantes escritos em poesia na busca da perfeição.

quinta-feira, dezembro 23, 2004

Pedido...

Pedido

Deixa que o meu amor seja o mais feroz,
Deixa que seja selvagem e te espante,
Deixa o meu amor sincero mas tão atroz,
Que transborde em cor de pastel corante


Deixa o meu amor que transborda imagens,
Transborda em todos os meus poros tesão,
Deixa que me arreie os olhos em viagens,
São forças onde sela as costas deste leão.


Deixa o meu amor abusar, seja alma de festa,
Deixa que o meu amor agredia a sensação,
Me agredia com tanto espanto, uma aresta.


Deixa o meu amor, do sorriso doce padrão,
Deixa que o meu amor seja piegas e pagão,
Deixem o meu amor, é tudo o que me resta...


Assin: António Moreno

1 Missivas:

  • Blogger litle lucy, escreveu…

    ai .. olha euuu:P
    Oh, nem sei o que dizer mais .. vou te deixar apenas o meu silêncio meigo e acochegador
    Beijo te carinhosamente rose

     

Enviar um comentário

<< Voltar