Instantes Perdidos

Instantes que se perdem na vida rodopiante e alucinada... Instantes escritos em poesia na busca da perfeição.

domingo, janeiro 23, 2005

Fica...



Maldito o dia que despontou,
O coração escondia os versos,
Maldita a cor que desabrochou
Lamentos de alma submersos,
O meu rosto triste até chorou
Dilaceras-me as entranhas agonizantes
Como te amo minha linda...
Como adoro teus olhos estonteantes...
Fica... Não partas meu amor...
Ela recusou e não ficou...
Só ficaram lamentos cortantes,
Fica... Não partas meu amor...
Perdi toda a sede da sorte...
Apenas ficaram os negros da cor...
Afinal não sou assim tão forte...
Fica, não partas meu amor...



Assin: Artur Rebelo
(Incluído na colectânea “Dores”)

5 Missivas:

  • Blogger Aromas Do Mar, escreveu…

    Fico sim! Desde que tu fiques a sorrir também!
    Boa semana
    beijo da MR

     
  • Blogger Uma estrela errante, escreveu…

    Lindo o teu poema!
    Ama sempre com muita intensidade.

    Beijo
    Isa

     
  • Blogger litle lucy, escreveu…

    "o amor é dolorosamente belo" Lucia♥

     
  • Blogger isa xana, escreveu…

    ninguém partirá... desde q continues a escrever assim:)
    bêjitos

     
  • Blogger LadyFullMoon, escreveu…

    Eu fico, ganho um beijinho? :)

     

Enviar um comentário

<< Voltar