Instantes Perdidos

Instantes que se perdem na vida rodopiante e alucinada... Instantes escritos em poesia na busca da perfeição.

terça-feira, abril 12, 2005

Pela Noite...

Num pensamento de Janeiro,
Folheei o teu corpo de amada,
Do teu suor quero o cheiro,
Onde espalho água fecundada,
Chovem cores magenta na passada,
Entre cheiros do horizonte carmim
Que assim desperta...
Da fera a água por mim regada,
Teu mar azul em mim acerta,
Dos olhos que vestem a alvorada...


Assin: Artur Rebelo
(Incluído na colectânea “Calores”)

Noite

4 Missivas:

  • Anonymous patricia, escreveu…

    perfeito..... lindo!!! genial!! fiquei, sinceramente, sem palavras. Adorei o blog. obrigado pela visita. beijinhos

     
  • Blogger litle lucy, escreveu…

    Artur, como eu tinha saudades de te ler e só estive fora um dia inteiro..

    Que bela maneira de começar o dia

    Deico-te um beijo doce

    rose*

     
  • Blogger Uma estrela errante, escreveu…

    Belo!

    Adorei!

    beijo

    Isa

     
  • Anonymous amadorjp, escreveu…

    Genial! Gostei bastante do teu blog! Eis mais um link para adicionar aos meus! Gostei daquilo que escreves, da maneira como escreves (com sentimento) e ainda por cima tudo complementado por fotografias de grande qualidade. Parabéns. Vou voltar a passear por este canto. Um abraço - João A.

     

Enviar um comentário

<< Voltar