Instantes Perdidos

Instantes que se perdem na vida rodopiante e alucinada... Instantes escritos em poesia na busca da perfeição.

quinta-feira, janeiro 27, 2005

A dor da poesia...



Meu rosto coberto de lágrimas,
Escreve nos olhos firmes e hirtos
Forma de corte e luta de esgrimas,
A dor contida não suporto mais...
Dá espaço à vida dos infinitos,
É crepúsculo das palavras fatais,
São rimas... São rimas as tais...

Grita a garganta poesia...
Grita a pena na sebenta,
Grita a alma neste dia...

Minha cara tão húmida de dor,
Escreve a plenitude que acalenta
Escreve a dor que me alimenta
O espírito em ardor...
E tudo o que sou é gritos...
E tudo o que faço é escritos...

Gritar era tudo o que queria...
A vida é escrita sem fim...
O silêncio, apodera-se de mim!
Mas continuo a amar-te poesia...

Assin: Artur Rebelo

12 Missivas:

  • Blogger whiteball, escreveu…

    Lindo, este poema à poesia.
    Grata pelas palavras de conforto deixadas nos meu comentários. A dor instalou-se, é quase insuportável...Um beijo, BShell

     
  • Blogger Maria Branco, escreveu…

    Sim, a poesia chora, grita, sorri, ama, sente! E faz-nos sentir..
    E tal como tu amo-a, não imagino sequer a minha vida sem ela..
    A tua, é belissima.. Nunca deixes de escrever!!
    Um beijo grande!

     
  • Blogger litle lucy, escreveu…

    so tenho que agradecer te os bons momentos de poesia

    rose**

     
  • Blogger SalsolaKali, escreveu…

    Simplesmente lindo...
    Gostei imenso do teu espaço.
    Parabéns.
    SK

     
  • Blogger isa xana, escreveu…

    gostei bastante. muito bonito;)

     
  • Anonymous Anónimo, escreveu…

    Olá, boa noite!
    Poeta que é poeta amarra-se as palavras, sofre, chora, lamenta, pranteia ausências, grita e segue só.Atravessa o mundo e está só... sempre a questionar entre o ser e não ser.
    Bonitas tuas palavras de sentido. Um doce beijo
    anne.
    http://www.anne_voce.blogger.com.br

     
  • Anonymous Anónimo, escreveu…

    Continua a sentir assim a poesia Artur!

    Um xi,
    Cláudia

     
  • Blogger Águas de Março, escreveu…

    Sim, a poesia é isso tudo porque está viva! Nunca deixes de a amar, de a gritar, de a escrever..
    Bom fim de semana, Beijinho!
    Ana Maria

     
  • Blogger Vera Cymbron, escreveu…

    A tua poesia e a minha fazem parte das nossas vidas...que seria de nós sem ela.
    Jinhos

     
  • Blogger Uma estrela errante, escreveu…

    Belíssimo o teu poema!
    Um beijinho

    Isa

     
  • Blogger LadyFullMoon, escreveu…

    Simplesmente magnífico!
    Beijinho

     
  • Blogger lena, escreveu…

    palavras que gritas e que são poesia, tens na alma o comando que te faz amar.
    parabéns
    um beijo meu

     

Enviar um comentário

<< Voltar