Instantes Perdidos

Instantes que se perdem na vida rodopiante e alucinada... Instantes escritos em poesia na busca da perfeição.

quarta-feira, junho 22, 2005

Essência do corpo...

Senti-me dentro do teu corpo
Cavalgando nele a vergonha
Senti-te nas curvas do medo
E delas destilei o fogo aroma
Nesse corpo que solta veneno...
Misturando o teu corpo
Ao meu na soma,
Que os transforma cedo
Num bruxedo que chamo tesão...
Muitos à paixão chamam bastarda,
Mas o meu corpo no teu aguarda
A essência profunda,
Já saída de ti para mim, ela é afrontada
No intimo do meu mundo
Das pernas entrelaçadas na ferida
Que é sentir-te cá no fundo...

Assino: Artur Rebelo
(Incluído na colectânea “Calores”)

2 Missivas:

  • Blogger persephone, escreveu…

    ai caramba, POETA!
    Andas on fire:)

    Esta belissimo para nao variar

    Convido te a entrares no blog de um grande amigo Myers

    http://theeeny.blogspot.com/

    beijo RosE*

     
  • Blogger Cathy, escreveu…

    Bom Arthur..andas em brasa...lol...serás como eu? BrasaArdente...:)..bom agora a serio. Ha muito tempo que nao venho ca porque não tenho podido mesmo, mas ja me dei conta o quanto andei a perder, mas agora, não me param...vou vigiar os teus poemas de pertinho..Adorei este ..jokas.
    m0rena

     

Enviar um comentário

<< Voltar