Instantes Perdidos

Instantes que se perdem na vida rodopiante e alucinada... Instantes escritos em poesia na busca da perfeição.

terça-feira, abril 19, 2005

Cobre a minha pele

Tentei cobrir a minha pele de ti,
Onde o fluxo rasgado
Nasce arrojado de orgulho,
Amarrotei a tua pele em mim,
Só com a ponta do meu sexo de marfim,
Onde grito o sonho desnudado...
Sonho que busca a pele onde mergulho
Pois essa pele que a mim cobre não tem fim...

Assin: Artur Rebelo
(Incluído na Colectânea "Calores")

4 Missivas:

  • Anonymous Anónimo, escreveu…

    deixo apenas um beijo

    rose

     
  • Blogger Vênus, escreveu…

    Artur...
    Este poema é CHAMA PURA..
    BJS

     
  • Blogger Uma estrela errante, escreveu…

    Belo!

    Beijo

    Isa

     
  • Anonymous fada_O, escreveu…

    como sempre...quente!
    Gostei!

    bj
    fada_O

     

Enviar um comentário

<< Voltar